Jovem morre atingida por tampa de ônibus no Rio


A atendente Isabela Marcele Ferreira, de 25 anos, morreu na manhã de domingo após ser atingida na cabeça pela tampa do porta-malas aberto de um ônibus de turismo, no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro. A jovem caminhava para o quiosque onde trabalhava, na Avenida Lúcio Costa, quando ocorreu o acidente. Ela morreu no local.

O veículo passava recolhendo cones utilizados durante uma meia maratona e acabou atingindo Isabela na orla. De acordo com a polícia, ele tinha autorização para trafegar pela avenida, que estava totalmente interditada no momento por causa da competição.

O motorista do ônibus, Luciano de Faria Sales, foi encaminhado à 42º Delegacia de Polícia (Recreio dos Bandeirantes), onde prestou depoimento. Ele vai responder por homicídio culposo (não intencional). O ônibus é da empresa Top Rio Viagens e Turismo e foi contratado pela Iguana Sports, organizadora da prova de atletismo.

Supermercados são obrigados a fornecer sacola biodegradável


Os principais supermercados de São Paulo prometem oferecer gratuitamente sacolas de plástico biodegradável ou de papel para os consumidores a partir de hoje, em cumprimento a uma ordem judicial. Até ontem, quando a oferta ainda era facultativa, grandes redes como Sondas, Carrefour, Walmart e Grupo Pão de Açúcar ignoravam a recomendação, fornecendo apenas as sacolinhas tradicionais.

No fim de junho, o parecer da juíza Cynthia Torres Cristófaro, da 1º Vara Central, deu prazo de 30 dias para que os supermercados iniciassem "gratuitamente e em quantidade suficiente" o fornecimento de sacolas biodegradáveis e de papel.

Mesmo contrárias à decisão, as empresas dizem que vão cumprir as determinações da Justiça. Mas afirmam, por meio da Associação Paulista de Supermercados (Apas), que vão recorrer.
"Não há um posicionamento final sobre o assunto, pois a questão da distribuição das sacolas está sendo tratada pelo departamento jurídico", afirmou o Grupo Sondas, por meio de nota.

Para o consumidor, é praticamente impossível identificar a diferença entre a sacola biodegradável e a comum, feita de polietileno - derivado do petróleo. Para piorar, especialistas alertam que a falta no País de um certificado que garanta que o material é de fato biodegradável traz incertezas sobre a qualidade dos produtos oferecidos como tal e dificulta a fiscalização.

Além disso, o parecer da Justiça não especifica punições para quem descumprir a determinação nem como deve ser essa sacola biodegradável. "Algumas empresas produtoras de sacolas colocam de forma irresponsável a marca de compostável", diz João Carlos de Godoy Moreira, diretor técnico da Associação Brasileira de Polímeros Biodegradáveis e Compostáveis (Abicom).

A embalagem compostável, que pode ser feita com amido de milho, batata, mandioca e outros orgânicos, se decompõe em até 180 dias nas usinas adequadas (que, ao menos na capital, não existem).

Já o plástico oxibiodegradável tem a característica de se fragmentar mais rapidamente, mas sem perder seus resíduos tóxicos. "Este tipo de decomposição diminuiu apenas o impacto visual, mas não resolve o problema", afirma Moreira.

Faltam também testes em situações de longo tempo de exposição em lixões ou aterros. "Nada pode dizer que é biodegradável se ainda não se provou que é biodegradável", diz Maria Filomena Rodrigues, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT).

Variáveis
Ela explica que a variedade da espessura e das substâncias que compõem o plástico faz toda a diferença. "Açúcar é biodegradável, mas se está com algo que iniba a ação de bactérias não vai degradar do mesmo jeito. No laboratório ele pode degradar, mas no lixão não sabemos como vai agir."

Hoje, a norma do Ibama, única do tipo no País, determina que algo é facilmente degradável ou não se houver 70% de decomposição ao longo de 28 dias em condições de laboratório. "Mas se não der isso, não quer dizer que o material não degrada. Apenas que é um pouco mais difícil", explica a especialista do IPT.

O instituto elabora uma nova metodologia, com base em normas europeias. No caso dos compostáveis, é preciso checar se o material não será tóxico para plantas. "Antes de obrigar a ter sacolas biodegradáveis, talvez fosse mais fácil conscientizar a população da importância de usar menos plástico e mudar a coleta de lixo para ter mais reciclagem e compostagem", opina. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.

Tio de menina de 9 anos é acusado de ter matado a sobrinha no Rio


A menina de 9 anos que foi encontrada morta a facadas no sábado em Augusto Vasconcelos, zona oeste do Rio, pode ter sido vítima do próprio tio, informou a Polícia Civil na manhã deste domingo.

Ele foi preso ontem mesmo e está detido na Divisão de Homicídios (DH), na Barra da Tijuca, também na zona Oeste da cidade.

Segundo a Polícia, Gilmar Batista da Cunha, 38, confessou o crime e é tio da vítima. Ainda não foi divulgado o motivo do assassinato.

O corpo, que estava embaixo de uma cama, teria sido atingido por 20 golpes de faca, o que ainda será confirmado pela perícia.

Segunda a Polícia, a menina estava sozinha na casa no momento em que foi morta. Ela morava com os pais e uma irmã adolescente.

Trabalhador que não concluir curso de qualificação perderá seguro-desemprego


O trabalhador que solicita o seguro-desemprego pela terceira vez em dez anos precisa fazer um curso profissionalizante para ter direito ao benefício.

A determinação, que faz parte do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego), vale desde o último dia 10 na cidade de São Paulo e passou a vigorar no Estado do Rio de Janeiro no dia 16, terça-feira.

O que se percebe em postos de atendimento ao trabalhador da capital paulista é que ainda existem muitas dúvidas em relação à medida. “Muitas pessoas acham que o fato de irem ao curso fará com que percam o direito ao dinheiro do seguro”, cita Valdecy Brito, gerente do Seguro-Desemprego dos CATs (Centros de Apoio ao Trabalho) da cidade de São Paulo.

É justamente o contrário. O trabalhador é obrigado a se matricular no curso, no caso de ser o terceiro pedido do benefício em dez anos, e a concluí-lo, a não ser que não haja um programa compatível com sua área de atuação ou sua escolaridade no município ou na região metropolitana em que reside – ou ainda em município limítrofe. Nesses casos, ele estará desobrigado da exigência.

Goleiro Bruno é proibido de tomar banho de sol e receber visitas após enviar carta a programa de TV


O goleiro Bruno Souza foi proibido nesta segunda-feira (16) de receber visitas e tomar banho de sol diário na penitenciária de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem (MG), por conta de uma carta enviada na semana passada a um programa de televisão da TV Alterosa, afiliada do SBT.

Bruno e mais sete pessoas vão a júri popular, ainda sem data marcada, pelo desaparecimento de Eliza Samudio, ex-amante do jogador. Ele está preso há dois anos na penitenciária.

A decisão de suspender os direitos do detento foi tomada pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds). O órgão já havia determinado anteriormente a suspensão temporária do trabalho de faxina que o goleiro realizava na unidade prisional.

Segundo a secretaria, o jogador, que foi ouvido na manhã de hoje pela Comissão Disciplinar do Complexo Prisional, ficará 20 dias sem as duas horas diárias de banho de sol e, pelo mesmo período, sem as visitas.

Rosane Collor diz que PC Farias tinha influência no governo do ex-presidente


A ex-primeira dama Rosane Collor declarou ao "Fantástico", exibido neste domingo pela TV Globo, que a relação do ex-presidente Fernando Collor com PC Farias era maior do que ele sempre admitiu.

O ex-tesoureiro de campanha (envolvido em episódios que culminaram no impeachment de Collor, em 1992) manteve influência no governo até surgirem as primeiras denúncias contra ele, de acordo com Rosane.

"Uma vez por semana, ele [PC Farias] tomava café da manhã na Casa da Dinda [residência do antigo casal, em Brasília] com Fernando. Agora, depois que começaram a sair as notícias ruins, aí ele nunca mais foi tomar café na nossa casa", disse.

Rosane diz que a influência de PC Farias sobre Collor era maior que a dela.

A ex-mulher de Collor afirmou que teve problemas com PC Farias quando foi presidente da LBA (Legião Brasileira de Assistência). O ex-tesoureiro, segundo ela, queria interferir no órgão, "colocando muitas pessoas para trabalhar em cargos importantes".

Pastor é preso sob suspeita de abusar de jovem em retiro


Um pastor evangélico foi preso na madrugada de domingo (15) sob suspeita de ter abusado de um adolescente durante um retiro espiritual em um sítio de Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo.

O pastor, que tem 63 anos e não teve o nome divulgado pela polícia, foi autuado em flagrante na delegacia de Itapecerica e deve ser transferido hoje para o Centro de Detenção Provisória do município.

Segundo a polícia, o pastor trabalha como porteiro e ministra cultos na periferia de Itapecerica. Ele alugou um sítio no bairro Jardim do Éden para passar o fim de semana com fiéis, a maioria crianças e adolescentes.

Na noite de sábado, após ocorrerem diversas atividades recreativas, todos se reuniram para o jantar na sede principal do sítio. A ceia acabou por volta das 22h, quando todos foram dormir.

Na madrugada, o pastor foi para o quarto onde dormiam alguns dos jovens e, segundo relatos deles, estava "atormentado".

Uma criança de dez anos contou aos pais que o pastor chegou a mexer em seu cobertor, mas não foi além disso.

Já um rapaz de 17 anos disse a seus pais que, quando acordou, encontrou o pastor fazendo sexo oral nele. Os jovens chamaram seus responsáveis, que acionaram a Polícia Militar.

O pastor foi levado para a delegacia e indiciado sob suspeita de estupro. A reportagem não teve acesso ao pastor, e não conseguiu localizar seu advogado.

Internet cria 1ª Olimpíada 100% transmitida e de fato global


No final de maio, o rapper Will.i.am, do Black Eyed Peas, carregou a tocha olímpica em Taunton, na Inglaterra. Na mão esquerda, estava um dos maiores símbolos dos Jogos. Na direita, um objeto que representa a geração de 2012: um smartphone conectado ao Twitter.

Graças ao streaming (transmissão em tempo real na internet) de vídeos e ao crescimento das redes sociais, os Jogos de Londres, cuja cerimônia de abertura acontecerá no dia 27, serão os primeiros com alcance verdadeiramente global. Mais pessoas poderão acompanhar mais modalidades e atletas.


Instalação de antenas para satélites no centro de mídia da Olimpíada de Londres

Os vídeos pela rede vão tornar real o sonho de viciados em esportes: acompanhar ao vivo, na íntegra, a modalidade que desejar e testemunhar todas as 302 cerimônias de premiação. Será a primeira vez que todos os esportes terão transmissão ao vivo.

No total, serão 3.500 horas de transmissão on-line, inclusive no Brasil. É quase dez vezes o que um único canal de TV conseguiria mostrar se dedicasse ao evento 24 horas de sua programação ao longo dos 15 dias de competição --exibiria apenas 360 horas.

Yahoo confirma vazamento de senhas de 400 mil usuários de e-mail


O Yahoo confirmou nesta quinta (12) em um comunicado oficial que cerca de 400 mil contas de usuários tiveram logins e senhas roubados de um servidor da companhia na última quarta.

O vazamento das contas foi assumido pelo grupo de hackers como D33DS Company. Os cibercriminosos dizem ter invadido um subdomínio não identificado do Yahoo e conseguiu detalhes de contas não criptografados.

Grande parte das senhas vazadas eram “fáceis”, como “123456”, “password” ou combinações do primeiro nome do usuário acrescidos de “123”, informa o site “TechCrunch”.

Segundo a empresa, menos de 5% dessas contas, no entanto, possuem senhas válidas. O Yahoo disse ainda no comunicado que está trabalhando para consertar a vulnerabilidade que levou ao vazamento das contas de seus usuários.

Usuários e empresas que tiveram suas contas expostas serão forçados pelo Yahoo a trocar de senha, que se desculpou pelo ocorrido. Mas, caso queira saber se a sua conta foi afetada, a empresa de segurança Sucuri criou uma ferramenta de checagem, disponível aqui no seu site.

Polícia gaúcha prende cinco pastores evangélicos durante operação "Deus Tá Vendo"


Cinco pastores evangélicos foram presos na quarta-feira (11) durante uma operação intitulada “Deus Tá Vendo”, da Polícia Civil gaúcha. Suspeitos de praticarem golpes que somam R$ 1,2 milhão apenas no Rio Grande do Sul, os homens foram detidos em Itajaí (SC), Ponta Grossa (PR) e São Gonçalo (RJ).

Ligados à Assembleia de Deus, eles se valiam da confiança de fiéis e outros membros da comunidade para vender carros com valor muito abaixo dos de mercado, mas que jamais eram entregues. Além do RS, os golpes eram aplicados em Santa Catarina, Paraná e Rio. A polícia aputa se os golpes também eram aplicados em São Paulo e no Distrito Federal --segundo a polícia, os golpes podem ter dado um prejuízo de 20 milhões em todo o país.

Segundo a polícia, o esquema teve início no Rio de Janeiro, onde uma mulher identificada apenas como Andreia contatou um pastor oferecendo parceria no negócio ilegal. Esse, por sua vez, chamou outros pastores, que se aproximavam de interessados em comprar os veículos, segundo eles, doados pela Receita Federal.

No Rio Grande do Sul, o grupo lesou 40 vítimas –37 em Veranópolis, duas em Bento Gonçalves (ambas na serra gaúcha) e uma em Passo Fundo, no norte do RS. “Eles ofereciam automóveis de cerca de R$ 90 mil por R$ 30 mil. Então o comprador depositava o dinheiro em uma conta de um laranja, que repassava a quantia à cabeça do esquema”, explica o delegado que comandou a operação, Álvaro Luiz Pacheco Becker, titular da 2ª Delegacia de Bento Gonçalves.

“Estou convencido de que esse grupo apenas usava a ligação que têm com a igreja para conquistar a confiança das vítimas”, afirma o delegado.

Depois que as vítimas reclamavam sua compra, Andreia –apontada como a líder do grupo– se passava por auditora, promotora e até juíza para “tranquilizar” as vítimas, dizendo que o processo era legal e que os veículos seriam entregues em breve. A mulher, que possui passagens por estelionato, está sendo procurada.

As investigações começaram no final de 2011, mas, segundo a polícia, o golpe era aplicado desde 2010. Os cinco presos devem ser soltos após auxiliarem nas investigações. “Acredito que essa rede seja ainda maior”, avalia Becker.

Teste: Fiat Cinquecento Cult é um pequeno sedutor

Teste: Fiat Cinquecento Cult é um pequeno sedutor
Versão foi peça-chave na estratégia da Fiat para emplacar o subcompacto no Brasil

por Rodrigo Machado
Auto Press
 
Em agosto de 2011 a Fiat mudou completamente a história do 500 no Brasil. Até aquele momento, o subcompacto vinha da Polônia e era tratado como um típico carro de nicho: bonito, chamativo e caro. Não poderia ser considerado uma compra racional. A partir do meio do ano passado, no entanto, o modelo começou a ser importado do México e parou de pagar o imposto de importação. Assim, o preço caiu e a estratégia que a marca italiana adotou para o carrinho se alterou drasticamente. Principalmente na versão de entrada, a Cult. Os valores iniciais caíram de cerca de R$ 60 mil para R$ 40 mil. Assim, o Cinquecento passou a ser “alcançável” e pôde virar objeto de desejo para quem precisa de um carro urbano, mesmo pequenino. E ainda manteve o inapelável charme.

Obviamente, as vendas refletem tudo isso. Antes do lançamento da versão mexicana, o 500 amargava pouco menos de 50 emplacamentos mensais. No último quadrimeste do ano passado, a média subiu para 1.150/mês. Em 2012, são 1.600 Cinquecento saindo todos os meses das revendas da Fiat, ou 30 vezes mais que no ano passado. Um crescimento assombroso. Do total, 80% são da versão Cult e seus R$ 40.770. O novo preço é um fator determinante na compra, tanto que o subcompacto da Fiat vende mais que compactos normais como Renault Clio e JAC J3. Dentro da linha Fiat, por exemplo, ultrapassou a Palio Weekend.

Após ataque de cão, criança tem a face reimplantada


Um menino de dois anos é atacado por um pitbull e tem o lábio superior, as bochechas e parte do nariz arrancados na mordida. O avô avança sobre o cão e consegue fazê-lo soltar o retalho de pele, músculo e cartilagem.

Sangrando muito, a criança é levada pelos avós a um posto de saúde próximo. Lá, os médicos acionam o helicóptero Águia da PM. A avó se lembra, então, de que um pedaço do rosto do neto havia ficado no local do ataque, e o avô corre para buscá-lo.

Meia hora depois, o garoto já está no Hospital das Clínicas de São Paulo sendo preparado para o reimplante de parte da face mutilada.

Passados 22 dias do ataque e 11 da alta hospitalar, Murilo se alimenta normalmente, brinca, conversa, sorri e não fala mais sobre o cão. Nos primeiros dias, repetia: "Mamãe, au-au modeu Lililo."

A incrível história de "Lililo" não só comoveu a equipe médica do HC como também entrará para os anais da cirurgia plástica reparadora.

Internado, corintiano não dá descanso ao coração e vê todos os jogos

Uma frase de Hélio de Almeida Rocha resume sua paixão: "Não chorei quando nasci, gritei Timão."


Reportagem do jornal “Agora SP” publicada nesta quarta-feira (4) conta a história do torcedor fanático. Internado há 98 dias no Hospital do Coração de São Paulo (HCor), o corintiano de 53 anos sofre com problemas no coração e está à espera de um transplante, mas mesmo assim vai assistir hoje à noite à final do seu time contra o Boca Juniors pela televisão, monitorado pela equipe do hospital.

Debilitado pelo problema cardíaco, Hélio já passou por maus momentos ao presenciar as partidas do clube paulista. Porém não só por derrotas. Em 2000, já havia sido operado e, contrariando a recomendação médica, foi até o Maracanã para ver a final do Mundial de Clubes entre Corinthians e Vasco. Passou mal, uma enfermeira foi ao local e constatou pressão alta, mas ele assistiu à partida até o ver o Corinthians ser campeão.

Neste ano, durante a goleada do Timão por 6 a 0 contra o Táchira-VEN pela Libertadores, já internado, teve um infarto e assustou seus familiares.

"Meu sonho é poder voltar a ir ao Pacaembu, para gritar e ajudar o Corinthians", disse, com os olhos marejados, o aposentado.

Grávida é baleada em operação para recapturar criminoso resgatado dentro de delegacia, no Rio

Uma mulher grávida, de 33 anos, cuja identidade não foi revelada, foi baleada no decorrer de uma operação da Polícia Civil do Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (4), para localizar e prender o acusado de tráfico de drogas Diego de Souza Feitoza, o DG.

Mãe e bebê passam bem, segundo informações da Secretaria Municipal da Saúde. A vítima, que se encontra no sexto mês de gestação, foi atingida no abdômen durante incursão pela favela do Jacarezinho, na zona norte da cidade.

A mulher foi socorrida por agentes da Polícia Civil e encaminhada para o hospital Salgado Filho, no Méier. De acordo com as últimas informações do órgão municipal de saúde, a paciente está internada em período de observação médica, sem previsão de alta.

Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli devem periciar o projétil nos próximos dias para checar se o tiro partiu de armas dos traficantes ou dos próprios policiais.

Procurado pela polícia em caráter "imediato", segundo a chefe da instituição, delegada Martha Rocha, Diego de Souza Feitoza é um dos homens de confiança de Marcelo Fernando Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, chefe do tráfico de drogas no Complexo de Manguinhos, na zona norte.

Justiça concede R$ 100 mil de indenização para familia de jovem morta por trem

A Metrofor (Companhia Cearense de Transportes Metropolitanos) foi condenada a pagar R$ 100 mil de indenização por danos morais a família de uma jovem que morreu vítima de atropelamento, próximo a Estação Ferroviária São Miguel, em Caucaia (região metropolitana de Fortaleza). A Metrofor ainda pode recorrer da decisão.

A família da vítima ainda pediu o pagamento de pensão vitalícia, por danos materiais, para a mãe afirmando que ela dependia financeiramente da filha, mas segundo a decisão judicial, as provas apresentadas à Justiça foram insuficientes para a comprovação da dependência econômica.

O pedido de indenização em favor da mãe da vítima foi deferido pelo TJ (Tribunal de Justiça) do Ceará na última segunda-feira (2).

Na decisão, o juiz Gerardo Magelo Facundo Junior, titular da 15ª Vara Cível do Fórum Clóvis Beviláqua, destacou que “a empresa falhou, uma vez que não tomou os cuidados para fiscalizar as linhas férreas". "Também entendo que a vítima contribuiu para o evento danoso. Dessa forma, deve ser reconhecida a concorrência de culpas”, escreveu o juiz em sua sentença.

O magistrado destacou ainda que a Metrofor tem o dever em “disponibilizar, aos pedestres, caminho seguro para ultrapassar a linha férrea, inclusive fechando acessos clandestinos".
 
Acidente
O acidente ocorreu em 2003 quando a jovem atravessava a linha férrea. A vítima sofreu politraumatismo craniano, não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

Na ação, a mãe da vítima alegou que “o local do atropelamento tem intenso movimento de pedestres e que o maquinista não estava com a velocidade adequada, além de não fazer uso de aviso sonoro para advertir as pessoas”, destacou o texto.

A mãe afirmou ainda que a filha ajudava nas despesas da casa, mas o pedido de pensão vitalícia não foi acatado pela Justiça.

Defesa
A Metrofor alegou que o local em que a vítima transitava era uma área exclusiva para passagem de trens e que o acidente ocorreu por culpa da vítima. A companhia de trens informou ainda que a não foi comprovado se a família da jovem dependia dela economicamente.

Suspeito de matar cabo da PM no litoral de São Paulo é preso


A Polícia Militar prendeu ontem Leonardo Santos do Nascimento, em Praia Grande (litoral de SP). Ele é suspeito de ter matado um cabo da PM, no dia 24 de junho.

Sargento da PM é morto fora de serviço na zona norte de SP
Grupo ataca base da PM e explode caixa eletrônico no interior de SP
Homem suspeito de matar PM é preso no litoral de SP
Onda de violência chega ao 16º dia em São Paulo

O cabo Augusto Petrônio Oliveira Daniel foi morto a tiros durante uma tentativa de assalto em Praia Grande. Ele estava à paisana e esperava um pedido em uma pizzaria quando um homem anunciou o roubo.

Ao tentar impedir o roubo, houve troca de tiros entre o militar e o ladrão dentro da pizzaria. O policial perseguiu o ladrão a pé, mas foi atingido por tiros disparados por outro criminoso que esperava do lado de fora da pizzaria.

O suspeito foi levado a 2ª Delegacia Policial de Praia Grande, onde foi declarada sua prisão temporária.

VIOLÊNCIA
Mais um oficial da PM foi morto na tarde de sábado, na zona norte de São Paulo. Com este caso, chegam a sete os policiais assassinados fora de serviço na capital paulista desde o dia 13. No mesmo período, treze ônibus foram incendiados e três bases da Polícia Militar foram atacadas a tiros na cidade.

Um sargento da PM, que não teve o nome divulgado, foi morto enquanto voltava de um jogo de futebol na tarde deste ontem. Há suspeita de tentativa de latrocínio (roubo seguido de morte).

O crime aconteceu por volta das 17h40. De acordo com a polícia, o sargento estava à paisana em seu veículo, parado em um semáforo da avenida Fuad Lutfalla, próximo à praça Monsenhor Escrivã, no Jardim São José, quando foi abordado por dois suspeitos.

Eles tentaram roubar o carro do policial, um Volkswagen Golf, e efetuaram um disparo quando perceberam que o policial estava armado. De acordo com testemunhas, os suspeitos estavam a pé e saíram correndo em seguida. O tiro atingiu o tórax do policial.

Quando outros policiais chegaram para atendê-lo, ele estava do lado de fora do veículo. Levado para o pronto socorro do Hospital Geral de Vila Penteado, ele não resistiu aos ferimentos e morreu.

O caso será investigado pelo DHPP (Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa).

Grupo armado persegue pai e mata filho de quatro anos a tiros em João Pessoa


Uma criança de quatro anos de idade foi assassinada com três tiros na madrugada deste domingo (1º) na casa onde morava com os pais em um bairro da periferia de João Pessoa (PB). Até o início da noite, ninguém havia sido preso.

Segundo informações da Polícia Militar, cinco homens chegaram armados à residência, procurando pelo pai do garoto, mas não o encontraram. O menino, então, correu para a frente da casa e foi atingido por três tiros, sendo dois na cabeça e um no tórax.

A criança foi socorrida e levada em estado grave para o Hospital de Emergência e Trauma, mas chegou sem vida ao local.

Pessoas ouvidas pela polícia disseram que o grupo estaria em busca de vingança pelo assassinato de um adolescente de 17 anos na mesma comunidade, na última quinta-feira (28), e teria ido atrás do homem por acreditar no seu envolvimento com a morte do jovem.

A polícia, no entanto, afirma que não há suspeitas contra o pai da criança.

A população do bairro, considerado um dos mais violentos de João Pessoa, se revoltou com a morte da criança. No local, onde já houve até toque de recolher, há duas gangues rivais que se autointitulam "Al Qaeda" e "Estados Unidos".