Rio recebeu 2 milhões de turistas e R$ 1,2 bi durante a Jornada

A Jornada Mundial da Juventude trouxe ao Rio dois milhões de turistas e permitiu uma "injeção" de R$ 1,2 bilhão na economia da cidade, informou nesta segunda-feira, 29, o prefeito Eduardo Paes, com base em dados do Ministério do Turismo. O prefeito fez um saldo positivo do evento, apesar dos problemas, especialmente na área de transportes e na necessidade de transferência da vigília e da missa de encerramento de Guaratiba, na zona oeste, para Copacabana, na zona sul, por causa da chuva.

"Tivemos algumas batalhas perdidas no início, mas ganhamos a guerra", afirmou o prefeito, que, no entanto, não quis dar uma nota para a organização. No balanço da prefeitura, Paes disse que entre os dias 23 e 28 de julho, quando durou a Jornada, foram recolhidas 390 toneladas de lixo, apenas um pouco mais do que as 320 toneladas produzidas em apenas uma noite do réveillon. "Esse dado mostra o grau de civilidade dos visitantes e dos cariocas nesta situação. O carioca, quando quer, sabe tratar com muito carinho a cidade", afirmou o prefeito.

Ibope: Dilma e Marina têm empate técnico no 2º turno

Pesquisa nacional Ibope feita em parceria com o Estado mostrou, em simulação de segundo turno, a presidente da República com 35% contra 34% da ex-ministra. Na simulação de segundo turno entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e a ex-ministra Marina Silva (sem partido), na pesquisa feita pelo Ibope em parceria com o Estado, as duas aparecem tecnicamente empatadas: Dilma tem 35% contra 34% de Marina. A margem de erro máxima é de dois pontos porcentuais, para mais ou para menos.

Outros 19% dizem que, nesse cenário de segundo turno, anulariam ou votariam em branco. E os 13% restantes não souberam ou não quiseram responder. A alta taxa de branco/nulo é mais um indicativo do descontentamento do eleitor com os políticos.

Apenas Marina consegue empatar com Dilma nas simulações de segundo turno pesquisadas pelo Ibope. No confronto dois a dois contra Aécio Neves (PSDB), a presidente leva 12 pontos de vantagem: 38% a 26%. A taxa de branco/nulo, porém, sobe de 19% para 24% nesse cenário, mostrando que parte dos eleitores que votariam em Marina preferem anular a votar no tucano.

Morre de câncer aos 58 anos Masao Yoshida, um dos "Heróis de Fukushima"

O diretor da central de Fukushima durante a crise nuclear de 2011 e um dos "heróis" que permaneceu em seu posto após o alarme atômico soar, Masao Yoshida, morreu nesta terça-feira (9) aos 58 anos vítima de um câncer.

Yoshida, que deixou seu cargo como diretor da usina atingida apenas nove meses depois do acidente para poder receber tratamento médico contra o câncer de esôfago que sofria, morreu hoje em um hospital de Tóquio, detalhou a emissora pública "NHK".

O ex-diretor começou a coordenar as operações no interior da central assim que os alarmes foram disparados pelo devastador tsunami, cujas ondas de até 15 metros paralisaram em 11 de março de 2011 os sistemas de refrigeração dos reatores nucleares e geraram a pior crise atômica desde Chernobyl em 1986.

"A coragem e comportamento exemplar" daqueles trabalhadores que arriscaram suas vidas e não abandonaram seus postos na central apesar do risco e da incerteza o rendeu em 2011 o Prêmio Príncipe de Astúrias da Concórdia.

Senado diminui em mais da metade os recursos dos royalties para a Educação

Alterações são resultado de um acordo entre governo e líderes partidários; agora matéria volta a ser discutida na Câmara. O Senado alterou o texto aprovado na Câmara dos Deputados que estimava um repasse de R$ 196,08 bilhões dos recursos obtidos com a exploração do petróleo e gás natural para o setor da educação até 2022. Com as emendas propostas, o valor diminuiu 55,4%, caindo para R$ 87,43 bilhões. As estimativas estão em nota técnica da Câmara.

A principal mudança é em relação aos contratos já assinados. Assim como o texto votado na Câmara, o texto aprovado no Senado na terça-feira, 2, mantém que royalties obtidos com a produção atual de petróleo, em contratos assinados a partir de 3 de dezembro de 2012, já sejam destinados ao setor. A diferença é que, pelo substitutivo do Senado, a regra valerá somente para os royalties que cabem à União: Estados e municípios ficam isentos da obrigatoriedade. O relator do projeto é o senador Eduardo Braga (PMDB-AM) e as alterações são resultado de um acordo entre governo e líderes partidários.

Por causa das alterações realizadas pelo Senado, a matéria volta a ser discutida na Câmara, onde poderá ser mantido o recurso de R$ 196,08 bilhões para a educação.

Estudante atira em colegas sob alegação de bullying

Caso ocorreu em escola estadual em Minas; jovem de 19 anos atingiu dois adolecentes de 16, que foram internados, mas não correm risco de morrer. Um estudante de 19 anos, portador de necessidades especiais, foi preso nesta quinta-feira, 4, acusado de atirar em dois colegas de 16 anos na Escola Estadual Efigênia de Jesus Werneck, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. Alexandre Esteves dos Santos assumiu o crime e alegou que atirou porque sofria bullying por parte de uma das vítimas. Os dois estudantes baleados foram internados sem risco de vida.

Segundo a Polícia Militar, o acusado usou a arma de um tio, integrante da corporação, para cometer o crime. O tio dormiu na casa da avó de Santos, onde mora o rapaz, e teria guardado o revólver calibre 38 dentro de uma mochila colocada em cima de um armário. Mas o jovem encontrou a arma.

Na escola o rapaz, que usa medicamentos controlados, se deparou com seu principal alvo no corredor. Santos começou a atirar e acertou o adolescente de raspão no ombro e na orelha. O outro adolescente, que não teria envolvimento direto com o atrito, foi atingido na barriga. Ele foi encaminhado para a Policlínica de Santa Luzia, enquanto o primeiro jovem baleado foi socorrido na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro São Benedito. Depois de atirar nos colegas, o acusado voltou para casa, onde foi encontrado pela polícia.

Testemunhas contaram à polícia que o adolescente atingido costumava provocar o colega com piadas e tapas na cabeça.