Mamute de 10 mil anos é encontrado na Sibéria


O corpo de um filhote de mamute de aproximadamente 10 mil anos foi encontrado em ótimo estado de conservação na Sibéria, Rússia, e mostra que o animal foi vítima de um predador. Os estudiosos cogitam a possibilidade de o ataque ter sido realizado por humanos, informou o "Daily Mail".



Muitos restos de mamutes já foram encontrados em forma de ossos e presas, mas um espécime com o corpo conservado é muito difícil. Os cientistas da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, informaram que o animal possui os tecidos moles preservados por conta do intenso frio.

"É uma descoberta rara e de significado enorme", disse Kevin Campell, professor associado da Universidade de Manitoba, no Canadá, à rede "BBC".

Nenhum comentário:

Postar um comentário