Desaparecido por três dias, jovem de 21 anos é encontrado em cratera em Planaltina de Goiás


Willian Pereira do Nascimento, de 21 anos, foi resgatado na manhã desta quarta-feira (16) depois de passar três dias em uma cratera de aproximadamente 40 metros de profundidade em Planaltina de Goiás, no entorno do Distrito Federal. De acordo com os bombeiros que fizeram o resgate, o jovem caiu no buraco no domingo. Ele chegou a beber água da chuva para sobreviver.

O soldado Fernando Nery, que atendeu à ocorrência, disse que o rapaz estava caminhando pelo local e não viu o buraco, pois estava muito escuro. “Improvisamos uma prancha de rapel para retirar a vítima, ali é bem profundo e de difícil acesso.”

O rapaz, que é paciente do Centro de Atenção Psicossocial (Caps), tem transtorno mental e perdeu o pai, há seis anos, no mesmo local. A família tinha procurado a polícia, que não quis registrar a ocorrência.

Segundo a irmã da vítima, Roseli Nascimento, eles pediram ajuda ao Corpo de Bombeiros no dia do desaparecimento, e assim que foram acionados por uma pessoa que passava no local e ouviu os pedidos de socorro, comunicaram à família.



“Meu irmão está com muita dor no braço e vai precisar fazer uma cirurgia", disse Roseli, que acompanha Willian no hospital Santa Rita, para onde ele foi levado. A unidade de saúde informou que o paciente fraturou o úmero (osso do braço) e vai seguir com os procedimentos necessários.

Cratera
Em outubro do ano passado, a reportagem do UOL mostrou a cratera de quase dois quilômetros de extensão que ameaçava 200 famílias que vivem próximas ao local, além de um hospital, instalado a menos de 60 metros da cratera.

Os bombeiros informaram que o buraco existe há cerca de 30 anos. O último levantamento mostrou que em alguns pontos a cratera chega a ter 50 metros de profundidade – o equivalente à altura aproximada de um prédio de 18 andares.

Em janeiro deste ano, a prefeitura recebeu R$ 4 milhões do governo federal para o início das obras de recuperação do trecho. A documentação da empresa que ganhou a licitação ainda está sob avaliação do Ministério da Integração.

Nenhum comentário:

Postar um comentário