Homem decapita própria irmã por suposto adultério na Índia


Nova Délhi, 8 dez (EFE).- Um homem cortou ontem à noite a cabeça da própria irmã com uma espada, na região indiana de Bengala, como punição por uma suposta relação extramatrimonial que a mulher teria, informou neste sábado à Agência Efe uma fonte policial.

O agressor, identificado como Mehtab Alam, utilizou uma espada com lâmina de quase 70 centímetros de comprimento para fazer um corte fatal no pescoço da vítima.

"Após matá-la, o homem foi até a delegacia com a cabeça e a espada nas mãos", contou Syed Akbar Ali, inspetor do distrito próximo à cidade de Calcutá de Nadial, no leste do país, onde ocorreu o crime.

 "Enquanto caminhava pela rua, o homem gritava para as pessoas que passavam que se afastassem. Dizia que se tratava de um assunto familiar", acrescentou.

Segundo a fonte, o agressor se rendeu às forças de segurança e agora está sob custódia.

Os chamados "crimes de honra" ainda são frequentes em muitas partes da Índia, sobretudo em zonas rurais.

Esses crimes vão de assassinatos e sequestros até os ataques por cometer o "crime" de se casar com alguém de classe social ou religiosa não aceita pela família ou por manter relações sentimentais "ilícitas" com outra pessoa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário