Ataque em Boston não conseguiu quebrar valores dos EUA, diz Obama


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira que os terroristas que fizeram um atentado em Boston na última segunda (15) não conseguiram quebrar os valores dos Estados Unidos.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira que os terroristas que fizeram um atentado em Boston na última segunda (15) não conseguiram quebrar os valores dos Estados Unidos.

Sobre os terroristas, disse que eles atingiram a cidade errada e os chamou de "esses indivíduos mínimos que preferem destruir que construir".

"Sim, vamos encontrá-los e, sim, vocês enfrentarão a Justiça e terão que cumprir sua pena. Mas nossa fidelidade ao estilo de vida, de uma sociedade livre e aberta, só vai crescer mais forte. Que Deus nunca nos dê o espírito de medo e intimidação".

Ele prestou homenagem às famílias de Krystle Campbell, 29, Martin Richard, 8, e Liu Lingzi, 23, com quem se reuniu antes da cerimônia. "Assim como a mãe de Krystle disse, por trás de suas lágrimas, 'isso não faz nenhum sentido'".

Na maior parte da intervenção, o mandatário ressaltou o caráter cosmopolita dos moradores da cidade, que abriga as universidades Cambridge e Harvard. Para Obama, esse aspecto foi fundamental para reagir à tragédia.



"Esta cidade recebe milhares de pessoas de todo o mundo que são recebidas com paz e amor. Eu sei, porque eu tenho um pouco da paz de Boston em mim", disse, em referência ao período em que foi aluno de direito de Harvard.

"FORÇA E AMOR"

Sobre a tragédia, o presidente disse que a cidade respondeu ao ataque com "força e amor", exemplificando "o melhor de nosso país e nação". "O terrorismo tentou quebrar nossos valores como americanos, mas não conseguiu. Vocês demonstraram resistência e determinação para terminar a corrida".

Também foi ressaltada pelo presidente a capacidade das equipes de resgate de atender rapidamente às vítimas da dupla explosão e dos moradores de dar abrigo aos atletas e feridos estrangeiros que não puderam voltar para casa após o incidente.

"Vocês foram feridos, mas não temos nenhuma dúvida de que vão se levantar. Mesmo com nossa dor no coração, convocaram a força que nem sabiam que tinham".

E ainda convocou à Maratona de Boston do ano que vem. "Em algum momento do ano que vem, na terceira segunda de abril, o mundo voltará a essa cidade e correrá mais forte que nunca e torcerá mais forte que nunca".

Nenhum comentário:

Postar um comentário