Assim como o Brasil, Suíça tem encontro fascinante de rios

O encontro das águas dos rios Negro e Solimões é uma das atrações mais fascinantes e conhecidas da Amazônia brasileira. O que pouca gente sabe é que, a milhares de quilômetros do território nacional, um fenômeno parecido ocorre na Suíça, no coração da Europa.

Na cidade de Genebra, em um ponto batizado de "La Jonction" ("A Junção"), acontece a confluência dos rios Arve e Ródano (na Europa chamado "Rhône").



O contraste gerado pelo encontro é imenso: nesta altura da Suíça, o Ródano, que se origina nos Alpes e acaba de passar pelo lago Léman, é escuro, e ganha um tom verde esmeralda ao entrar em contato com as águas barrentas do Arve, recheadas de lodo.

Há uma ponte perto desse encontro das águas que permite que os turistas admirem o fenômeno de um ângulo perfeito, conseguindo ver também a natureza que cerca o cenário e as construções da cidade de Genebra ao fundo. No verão, é comum ver pessoas tomando sol e passeando com caiaques por ali.
Após a junção dos dois rios, o curso d'água é chamado apenas de Ródano e, em seu trajeto, irá cortar a França e desembocar no mar Mediterrâneo nas cercanias da cidade de Arles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário