Após briga, jovem de 18 anos atropela 15 pessoas durante Carnaval no RS; uma pessoa está em estado grave


Uma discussão de rua terminou com o atropelamento de 15 pessoas durante um encontro de foliões em Balneário Quintão, no litoral norte do Rio Grande do Sul, de acordo com a Brigada Militar gaúcha.


Gilberto Luiz Pelizzer Júnior, 18, foi apontado como o motorista que provocou o acidente. Os primeiros atendimentos foram realizados na pequena Quintão, de apenas 5.000 habitantes. Sete pessoas foram internadas em um hospital de Osório, na mesma região, e uma garota permanece em estado grave na cidade de Tramandaí.

O atropelamento aconteceu às 2h30 desta terça-feira (21), na avenida Esparta –a principal do balneário gaúcho. Gilberto fugiu, mas acabou encontrado mais tarde pela polícia. O rapaz alegou que acelerou o carro para não ser agredido. O jovem, que tinha carteira para dirigir, mas se recusou a fazer o exame do bafômetro para aferir se estava embriagado, foi indiciado por direção perigosa e lesão corporal.



Caso a garota Bianca Ribeiro da Costa, 15, não sobreviva, ele poderá ser indiciado por homicídio.

O caso aconteceu em uma região interditada para a festa de Carnaval. Gilberto teria entrado no local com o som alto, o que gerou protestos, tapas no carro e jatos de spray para afastá-lo.

Turistas da região compararam o caso ao de um motorista que atropelou 17 ciclistas em Porto Alegre, no ano passado. Na ocasião, nove pessoas foram hospitalizadas. A alegação do motorista também foi a de que temeu ser agredido. Ele foi preso, mas recebeu um habeas corpus e aguarda o julgamento em liberdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário