Caminhoneiro que se envolveu em acidente que matou equipe da Band é solto


O motorista que se envolveu no acidente que vitimou fatalmente dois repórteres e feriu outras sete pessoas na manhã dessa sexta-feira (27), no Rio Grande do Sul, saiu da prisão.

O caminhoneiro João José de Araújo, 44, estava preso desde a tarde de ontem em Caxias do Sul (RS), depois de autuado em flagrante por duplo homicídio e outras sete tentativas. Na manhã de hoje, a Justiça concedeu ao condutor a liberdade provisória.

Araújo foi preso após perder o controle do caminhão que dirigia na ERS-122 e atingir em cheio carros de reportagem que acompanhavam uma operação da Polícia Civil. Com o choque, morreram na hora os repórteres da TV Band Enildo Paulo Pereira, conhecido como "Paulão", 59, e o cinegrafista Ezequiel Barbosa, 27.

Em seu depoimento à Polícia Civil, o caminhoneiro afirmou que dormiu apenas quatro horas durante a viagem de um dia e meio e 1.300 quilômetros entre o interior de São Paulo e o Rio Grande do Sul, onde entregaria uma carga de laranjas. Além disso, ele admitiu ter tomado “rebite”, comprimidos que alguns motoristas usam para perder o sono.

Ele disse também que, antes da colisão, o caminhão apresentou problemas nos freios. Ao tentar evitar uma colisão com um veículo que descia a serra na sua frente, Araújo relatou que puxou o volante para o lado, entrando na pista contrária e atingindo o carro em que viajavam os repórteres que morreram no local.

Nenhum comentário:

Postar um comentário