Defesa Civil e Corpo de Bombeiros fazem vistorias por causa de tremores


Trabalhos avaliam extensão dos danos provocados pelos abalos. Ninguém ficou ferido de acordo com o Corpo de Bombeiros.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros fazem, neste domingo (20), vistorias em imóveis que foram danificados pelos tremores de terra que atingiram Montes Claros, na Região Norte de Minas Gerais. Equipes dos dois órgãos saíram de Belo Horizonte na noite deste sábado (19) para ajudar na realização dos trabalhos.

De acordo com os bombeiros, não há feridos e os abalos só trouxeram prejuízos materiais leves como rachaduras, vidros quebrados e danos em telhados. Um helicópetro do Corpo de Bombeiros da capital está em Montes Claros para ajudar nos trabalhos. A vistoria tem como objetivo avaliar a extensão dos danos causados pelos tremores e analisar se alguma família precisará ser removida.

O Corpo de Bombeiros não confirma, mas alguns moradores do bairro Cidade Industrial relataram que, neste domingo, por volta das 5h30, outro tremor teria ocorrido na cidade. Uma parte da imprensa local atestou o fato.



O G1 tentou entrar em contato com o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) para confirmar a informação, mas nenhum dos telefones atendeu (fixos e celulares).

Neste sábado (19), dois tremores foram confirmados pelo órgão. O mais forte foi registrado às 10h50, com duração de três segundos e intensidade entre 4 e 4,5 graus na escala Richter. O segundo tremor foi registrado às 14h.

Segundo o chefe do Observatório, LucasBarros, a universidade ainda não teve acesso à medição precisa da intensidade porque houve uma interrupção na recepção dos dados uma hora antes do primeiro tremor. A UnB informou que está analisando a possibilidade dos dados estarem em outras estações.

As imagens de uma câmera do circuito interno de um shopping popular registraram a correria no momento do tremor de terra. Várias pessoas assustadas foram para o meio da rua. De acordo com o Corpo de Bombeiros, foram recebidas mais de 300 ligações desde às 11h, mas não houve registro de feridos.

Os bombeiros de Montes Claros disseram também que houve aproximadamente 40 solicitações para vistorias em edificações que sofreram algum tipo de rachadura. A Universidade Estadual de Montes Claros e o Shopping Popular estão entre elas.

Foram registradas solicitações nos seguintes bairros: Vila Atlântida, Nova Morada, Centro, São José, Vilage, Bela Paisagem, Vila Áurea, Todos os Santos, Santos Reis, Renascença, Maracanã, Vila São Francisco de Assis. Montes Claros fica a 417 quilômetros de Belo Horizonte.

Nenhum comentário:

Postar um comentário