Agricultora de Rio Pardo (RS) encontra camisinha dentro de caixa de molho de tomate


Uma agricultora do interior do Rio Grande do Sul tomou um susto, nesta quinta-feira (20), quando preparava o almoço para a família. Ao esvaziar uma embalagem de molho de tomate que já estava usando há alguns dias, ela se deparou com um preservativo, no meio do produto. O fato ocorreu no interior do município de Rio Pardo (a 137 km de Porto Alegre), no Vale do Rio Pardo.

Andréia Bastos de Oliveira, 32, não acreditou no que viu quando rasgou a caixa do molho. Algo trancava a passagem do resto de molho de tomate que já havia sido servido em outras refeiçoes ao marido e aos dois filhos, de 3 e 14 anos.

Assustada com o objeto de borracha ainda enrolado, mas fora de sua embalagem original, ela telefonou para o número gratuito que encontrou na embalagem do produto. Do outro lado da linha, um atendente pediu que a agricultora não comunicasse o incidente às autoridades e que, nesta sexta-feira (21), um representante da empresa a procuraria para tomar as devidas providências.

Proposta 
"Hoje um representante veio até mim e me pediu a caixa com o preservativo. Ele disse que me daria em troca uma nova embalagem", conta Andréia, que recusou a proposta. "Isso não é certo. Ficaria o dito pelo não dito. Agora vou entrar judicialmente contra a empresa pelos meus direitos", completa a consumidora.

Com as provas em mãos, a agricultora fez um boletim de ocorrência na delegacia de polícia da cidade. O molho de tomate havia sido comprado no início da semana, a R$ 2,99, em um supermercado de Rio Pardo. Acostumada a comprar o produto da marca, Andréia, agora, só quer contato com a indústria perante um juiz. "Não vou à Justiça por mim, mas pelos meus filhos."

Nenhum comentário:

Postar um comentário