Homem que matou vizinhas em Ibiúna é condenado a 20 anos de cadeia


O homem acusado de matar a facadas mãe e filha em um condomínio em Ibiúna (a 64 km de São Paulo) no final do ano passado foi condenado a cumprir 20 anos de reclusão. Ainda cabe recurso. 

Bruno Moreira Prata Pereira, 33, é acusado de ter matado Ignez Barbosa de Oliveira, 81, e sua filha, Sônia Antunes, 58, no dia 29 de outubro de 2011, véspera do aniversário de Sônia. Ele era vizinho de condomínio e mantinha relação de amizade com as vítimas.

Prata foi considerado culpado por duplo latrocínio --quando há roubo seguido de morte. De acordo com o juiz Danilo Fadel de Castro, da 1ª Vara Judicial de Ibiúna, "o réu praticou crime hediondo, agindo com violência, frieza e brutalidade incomum, a evidenciar que se trata de pessoa extremamente perigosa e nociva à sociedade".

Ele terá que cumprir 20 anos de reclusão, inicialmente em regime fechado, e pagar 20 dias-multa no valor de um trigésimo do salário mínimo vigente à época dos fatos. De acordo com laudos da perícia médica, Prata é usuário de crack e cocaína e estava sob efeito das drogas e bebida alcoólica no momento do crime. Na sentença, o juiz também determinou que o homem deverá ser submetido a tratamento médico adequado durante o cumprimento de sua pena.



No dia do crime, Bruno foi até a casa das mulheres e, após discutirem, usou uma faca para golpear as vítimas várias vezes no pescoço. Em seguida, o homem pegou dinheiro e o carro das vítimas para fugir até a cidade de Piedade, a cerca de 25 km de Ibiúna. Lá, pernoitou em um hotel, antes de partir de ônibus para Iguape.

De acordo com a polícia, ao chegar na cidade Prata tentou pegar um ônibus para São Paulo. Sem o dinheiro da passagem, ele discutiu com uma atendente da empresa de transporte. A discussão chamou a atenção de PMs, que prenderam o suspeito. Com ele a polícia encontrou objetos pessoais das vítimas. Na delegacia de Iguape, ele confessou o crime, informou a polícia.

Os corpos de Ignez e Sônia foram achados um ao lado da outro, dentro da casa. No local, havia pegadas e marcas de sangue. Foram encontradas gavetas reviradas, uma bolsa aberta com marcas de sangue e uma maleta com documentos espalhados no chão.

O veículo das vítimas foi localizado em Piedade, com a faca usada no crime dentro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário