Atentado suicida em Cabul deixa 3 mortos; 1 era britânico

Pelo menos três pessoas, uma delas um britânico, morreram e outras 18 ficaram feridas neste domingo (17) em um atentado suicida contra um comboio das tropas internacionais nas imediações do Aeroporto Internacional de Cabul, informaram à Agência Efe fontes oficiais.

"Um suicida detonou esta manhã um veículo carregado de explosivos contra um comboio das forças estrangeiras no distrito policial número 15 da capital afegã, próximo a um prédio militar da Otan e ao aeroporto da cidade", disse o chefe de Emergências do Ministério do Interior, Homayoon Ain.

A missão policial da União Europeia no Afeganistão (Eupol) confirmou à Efe a morte de um de seus membros, enquanto outros três que viajavam no mesmo veículo sofreram feridas leves e foram levados para uma área segura.



Entre os mortos estão duas mulheres e o agressor, informou pelo Twitter o porta-voz do Ministério do Interior afegão, Sediq Sediqqi, acrescentando que três dos feridos são menores, oito mulheres e os sete restantes homens.

A Otan não reportou baixas entre suas tropas por enquanto e ainda está tentando "recolher mais detalhes" acerca da explosão, disse à Efe um porta-voz da organização, Brian Tribos.

Os talibãs reivindicaram a autoria do ataque e asseguraram que sete soldados estrangeiros morreram, escreveu em sua conta no Twitter Zabihullah Mujahid, um porta-voz do grupo insurgente, que no entanto costuma exagerar o alcance de suas ações.

A formação anunciou na quarta-feira passada represálias contra as tropas internacionais por causa da decisão da Otan de estender sua presença no Afeganistão além de 2016 e insiste na saída das forças estrangeiras como condição para começar negociações de paz no país.

No último grande ataque em Cabul, 15 pessoas morreram na quinta-feira em uma casa de hóspedes pelas mãos de um insurgente armado, entre elas quatro indianos, um americano, um italiano e vários afegãos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário