Grupo armado persegue pai e mata filho de quatro anos a tiros em João Pessoa


Uma criança de quatro anos de idade foi assassinada com três tiros na madrugada deste domingo (1º) na casa onde morava com os pais em um bairro da periferia de João Pessoa (PB). Até o início da noite, ninguém havia sido preso.

Segundo informações da Polícia Militar, cinco homens chegaram armados à residência, procurando pelo pai do garoto, mas não o encontraram. O menino, então, correu para a frente da casa e foi atingido por três tiros, sendo dois na cabeça e um no tórax.

A criança foi socorrida e levada em estado grave para o Hospital de Emergência e Trauma, mas chegou sem vida ao local.

Pessoas ouvidas pela polícia disseram que o grupo estaria em busca de vingança pelo assassinato de um adolescente de 17 anos na mesma comunidade, na última quinta-feira (28), e teria ido atrás do homem por acreditar no seu envolvimento com a morte do jovem.

A polícia, no entanto, afirma que não há suspeitas contra o pai da criança.

A população do bairro, considerado um dos mais violentos de João Pessoa, se revoltou com a morte da criança. No local, onde já houve até toque de recolher, há duas gangues rivais que se autointitulam "Al Qaeda" e "Estados Unidos".

Nenhum comentário:

Postar um comentário